Navegue pelos links disponíveis neste site e veja várias dicas de dietas para emagrecer rápido e, várias dicas para perder peso saudavelmente.

Não achou o que queria? Procure aqui

Não achou o que queria? Procure aqui

Tratamento Ortomolecular para Emagrecer


Emagrecimento de acordo com princípios ortomoleculares pressupõe antes de mais nada equilibrar o organismo. A fórmula de nutrientes e fitoterápicos que você descreve pode até ajudar mas não é a parte principal do processo e para opinar sobre ela e possíveis efeitos no seu organismo, só conhecendo seu quadro clínico a fundo, entende? Até para sua proteção e não emissão de opinião que possa ser incompleta ou mesmo equivocada.



Ortomolecular Veja o que é resumidamente


Todos os dias a mídia noticia alguém que perdeu peso ou “curou-se” de alguma doença através da ortomolecular. Assim, os muitos efeitos benéficos desta abordagem da saúde já são de conhecimento de muitos mas poucos sabem exatamente o que ela é ou como atua.

Também chamada de medicina biomolecular ou Oxidologia, visa avaliar quais nutrientes (vitaminas, minerais, ácidos graxos ou aminoácidos) possam, eventualmente, estar em falta ou em excesso no organismo humano por alteração de sua produção, absorção ou excreção e corrigir estes distúrbios.

Segundo o dicionário Houaiss: É a forma de medicina “que se baseia na teoria segundo a qual as doenças, inclusive as mentais, podem ser curadas pela restauração dos níveis ideais de substâncias, como vitaminas e minerais, presentes no organismo”.

Como funciona


Conforme já introduzido acima, a ortomolecular trata os distúrbios do corpo e da mente por acreditar que em grande parte eles são causados ou piorados por carências, intoxicações ou ação dos radicais livres. Assim sendo, em segunda análise, a ortomolecular ajuda dando condições para o corpo e a mente reagirem às diversas agressões que sofrem, possibilitando ou melhorando a ocorrência dos processos imunológicos e de reparo, sobretudo.

Mas o que são radicais livres? São átomos ou moléculas, advindas do meio externo (Poluição, stress, fumo e até alimentos, por exemplo) ou produzidas diariamente pelo próprio organismo que, por estarem “incompletos”, combinam-se avidamente com as várias estruturas celulares do corpo (Buscando “completar-se” e assim atingirem estabilidade) causando sua destruição e, conseqüentemente, enfermidades e envelhecimento precoce. Entre as várias doenças que a ciência já sabe terem importante participação dos radicais livres na sua gênese estão o câncer, doenças reumáticas (Artrites, Lupus, etc), enfisema e doenças cardio-vasculares.

Resultados


Em síntese, a medicina Ortomolecular possibilita combater as intoxicações (Ou seja, excesso de substâncias), compensar as carências (Suprindo o organismo com substâncias que lhe estejam faltando) e neutralizar os radicais livres. Por tudo isso, quando criteriosamente utilizada, proporciona melhor qualidade de vida e ajuda na prevenção de agravos à saúde.

É utilizada como parte importante das práticas em Medicina Integrativa por contemplar o organismo como um todo que deva ser encarado e funcionar como tal, em harmonia.

Consulta






Qualquer médico pode utilizar a ortomolecular, desde que sua abordagem do paciente envolva os 3 “pilares” discutidos acima. Mesmo porque “ortomolecular” é mais uma filosofia em Saúde que uma especialidade propriamente dita.

Habitualmente uma consulta em ortomolecular é mais demorada que uma tradicional e demanda vários exames, alguns especiais e destarte em sua maioria não realizáveis em laboratórios convencionais ou cobertos pelos convênios.

Os exames são quase sempre fundamentais para uma adequada abordagem ortomolecular da saúde.

* A prática Biomolecular (ortomolecular) não é reconhecida como especialidade pelo Conselho Federal de Medicina, mas como abordagem de valor para a medicina, conforme dispõe a RESOLUÇÃO CFM nº 1938-2010 – Ortomolecular e Biomolecular


Veja mais informações abaixo






Uma boa parte de atrizes globais escolheram a medicina ortomolecular para enxugar as formas, adiar as marcas da idade, combater sintomas da TPM e ganhar mais pique, por isso em algumas revistas e sites a dieta ortomolecular é também conhecida como dieta das globais.
Abaixo segue uma visão geral como atua no organismo, como funciona e como você pode organizar-se para seguir o cardápio da mesma, que poderá encontrar aqui no blog em outra postagem, abaixo coloquei o link. 

O segredo dessa prática é corrigir carências e excessos de vitaminas e minerais no organismo para neutralizar os radicais livres e brecar o envelhecimento. Vários fatores externos, como stress, poluição, cigarro, álcool e alimentação errada, colaboram para a produção exagerada dessas moléculas instáveis que são doidinhas para enferrujar as células sadias ? seu efeito nefasto fica visível na falta de vitalidade da pele e do cabelo. ?O ajuste de nutrientes, baseado na mudança na alimentação, mexe também com o metabolismo e melhora o funcionamento do intestino, facilitando a queima de gordura e a eliminação de toxinas?, explica Sylvana Braga, médica ortomolecular do Hospital das Clínicas de São Paulo (SP). Por isso o sucesso desse método na perda de peso.

Disposta a experimentar? Então prepare-se:

A receita é abandonar as refeições rápidas e maneirar nos alimentos industrializados, pobres no que os ortomoleculares chamam de nutrientes vivos e essenciais. Isso porque a alimentação desequilibrada é uma das grandes responsáveis pela formação dos tais radicais livres. Seu cardápio deve dar um bom espaço para alimentos integrais, frescos e funcionais ? aqueles que, além de nutrir, oferecem substâncias que fortalecem o sistema imunológico, combatem os radicais livres e aceleram o metabolismo. E, sempre que possível, fique com os orgânicos. ?Verduras e frutas cultivadas sem agrotóxicos preservam mais os minerais e as substâncias antioxidantes, como as vitaminas A, C e E, elementos importantes para seu organismo funcionar direito?, diz Gabriela Marques, terapeuta alimentar especializada em nutrição clínica ortomolecular, de São Paulo. Além da comida saudável, a medicina ortomolecular lança mão de suplementos de vitaminas, minerais, lactobacilos, ácidos graxos e aminoácidos muito poderosos contra os temíveis radicais. Esses suplementos, porém, são recomendados caso a caso ? as formulações variam de acordo com as carências orgânicas de cada garota ? e devem ser tomados com orientação médica. Mas se você seguir firme e aprender a comer segundo os princípios ortomoleculares, já vai lucrar um montão. Vamos lá: use e abuse dos poderosos alimentos propostos na nossa dieta e aguarde ? vai sentir uma boa diferença na pele, no astral e, claro, na balança.

O tratamento ortomolecular completo começa com exames ? do fio de cabelo, sangue, urina ou saliva ? com o objetivo de avaliar a concentração de vitaminas e minerais no organismo. Com o resultado em mãos, o profissional elabora uma dieta personalizada e prescreve suplementos, na forma de cápsula, comprimido, pó ou injeção, para equilibrar todos os sistemas do organismo. O problema de um tratamento individualizado assim é o preço. Além dos custos com a consulta e os exames, que variam de acordo com o profissional, você pode gastar entre 80 e 500 reais por mês com os suplementos. É um investimento alto. Se você está muito acima do peso e não consegue reverter a situação, talvez só um atendimento personalizado possa ajudá-la. Do contrário, aposte nas mudanças saudáveis que o nosso cardápio lhe traz. Faz uma diferença e tanto! É claro que um exame de laboratório é mais exato, mas o organismo costuma dar sinais quando está sentindo falta de algum nutriente. Fique atenta a esses recados, compensando algumas carências usando o poder e o valor nutritivo dos alimentos.

A maneira de cozinhar e os utensílios usados na cozinha ajudam a preservar os nutrientes dos alimentos ? detalhe importante na dieta ortomolecular. 

? Evite a ingestão de queijos, carnes gordas e frituras. A gordura acelera a oxidação dos alimentos no sangue. 
? Cozinhe os alimentos no vapor ou no máximo a 100ºC (ponto de fervura da água). Muito calor também oxida os alimentos.
? Evite os utensílios de alumínio na cozinha. Os resíduos desse metal são tóxicos e podem ficar depositados na comida. Prefira panelas de vidro ou antiaderentes.

Veja mais artigos abaixo:

Nenhum comentário: